Você sabe como funciona, na prática, o marketing para pequenas empresas?

Pra quem apenas ouviu falar no termo, é comum confundir marketing com propaganda. Isso porque investir em Marketing envolve divulgação. Ou seja, fazer com que mais gente conheça um produto ou serviço, gerando mais vendas e conhecimento da marca.

Outro ponto comum é acreditar que investir em marketing é caro e demanda muito esforço. Ou que marketing não é viável para pequenas empresas.

Se você concorda com as afirmações anteriores, este artigo pode te ajudar a esclarecer algumas coisas a respeito. Vamos te mostrar como o marketing para pequenas empresas é mais prático do que parece.

calendário de datas comemorativas

O que é Marketing?

Independente do tamanho ou do que sua empresa faz, vender mais ou vender melhor provavelmente está dentro dos seus objetivos. A boa notícia é que sempre há a necessidade de vender algo para alguém, e o Marketing deve reduzir o esforço para que isso aconteça. Trata-se da estratégia empresarial de satisfazer as necessidades do cliente e obter lucro com isso.

Seu papel é conhecer o cliente tão bem que o produto ou serviço que a sua empresa oferece seja adequada à realidade do seu consumidor e se venda sozinho. (Peter Drucker). Investir em Marketing é a saída ideal para vender mais, fidelizar clientes, aumentar a visibilidade da sua marca e expandir seu negócio.

Em inglês, market significa mercado, e Marketing pode ser traduzido como “mercadologia”. Um estudo das causas, objetivos e resultados que são gerados através das diferentes formas como as empresas lidam com o mercado.

Alguns conceitos de Marketing

Antes de entrar na parte prática e falar sobre Marketing para pequenas empresas, há alguns conceitos que precisamos abordar para você entender um pouco mais sobre Marketing:

Produto

É algo que pode ser oferecido para satisfazer a uma necessidade ou desejo. Pode ser um produto ou uma prestação de serviço, sendo produtos tangíveis, materiais, e os serviços intangíveis, consumidos enquanto prestados. Nos estudos de Marketing, os produtos e serviços entram na definição de produto.

Mercado

Como uma definição técnica, mercado são todos os consumidores potenciais (pessoas ou organizações) que têm uma necessidade ou desejo, dispostos e habilitados (com capacidade financeira) para fazer uma troca que satisfaça essa necessidade ou desejo.

Segmentos de mercado

São grupos de consumidores com necessidades e características bastante comuns entre si. Normalmente, trabalhar com diversos segmentos exige mais trabalho, tanto para satisfazer todas as necessidades, como nas estratégias de divulgação. Busque trabalhar com segmentos específicos para ter mais eficiência no Marketing da sua pequena empresa.

Concorrentes

Inclui todas a ofertas e substitutivos rivais, reais e potenciais, que um consumidor possa considerar e optar para sanar a uma determinada necessidade.

Stakeholders

O stakeholder é uma pessoa ou um grupo que tem um papel direto ou indireto nos resultados ou na gestão de uma organização.

Stakeholders de uma empresa podem ser os seus funcionários, gerentes, sócios, clientes, concorrentes, sindicatos, o Governo, e diversas outras pessoas ou empresas que estejam relacionadas com ela.

Como é o dia a dia do Marketing para pequenas empresas

Na prática, trabalhar com Marketing em uma pequena empresa é trabalhar com relacionamentos e com comunicação.

A preocupação principal deve estar não somente em atrair novos clientes e oportunidades para o seu negócio, mas principalmente em gerar valor para atender – ou superar – às expectativas dos seus clientes e stakeholders.

Gerando valor para seus clientes

Gerar valor para o cliente é fazer com que a percepção dos benefícios alcançados através da compra de um produto sejam maiores que o esforço, seja ele financeiro (preço), de tempo gasto, físico ou psicológico, para adquirí-lo.  Por isso, a importância de entender muito bem como são seus clientes, o que eles pensam da sua empresa e quais são as suas preferências. Afinal, são os consumidores que movimentam o seu negócio.

valor em marketing

A principal questão é identificar os atributos e benefícios realmente valorizados pelos seus clientes. Faça estudos de mercado e tenha em mente o que é importante e o que não é para o seu cliente, para que você não acabe investindo em atributos que no fim, não são tao valorizados. Identifique as necessidades e desejos e crie uma proposta de valor clara.

Não se esqueça de também avaliar o desempenho da sua empresa e dos seus concorrentes nos diferentes fatores que os seus clientes valorizam.

Trabalhando com os 4Ps

Também conhecido como Mix de Marketing, ou Composto de Marketing, os 4Ps são as variáveis controláveis que determinam a atuação prática do Marketing da sua empresa. Elas ditarão e influenciarão toda a sua estratégia, e é através delas – e tudo que tem por trás – que você tentará atingir os objetivos citados anteriormente.

mix de marketing

Produto

Todas as características que envolvem o produto ou serviço que sua empresa está disponibilizando no mercado.

Preço

Refere-se a quanto cobra-se por determinados produtos. Além da definição da quantia, envolve outras estratégias de preço como descontos e formas de pagamento.

Praça

Canais de distribuição do seu produto. Em linhas gerais, é onde e como seu produto será comercializado. Aqui, dependendo da natureza da empresa (lojas, distribuidoras, e-commerce, etc.), diversos pontos podem ser levados em conta, como pontos de venda, políticas de entregas, organização de vitrines e exposição de produtos.

Promoção

Estratégias que serão utilizadas para a divulgação do produto ou serviço. É onde entra a publicidade, a propaganda e todo o investimento em comunicação.

Divulgando sua pequena empresa

Para fazer a promoção da sua empresa, existem algumas práticas que todo empresário de sucesso conhece:

Garanta presença nas redes sociais

Ter presença e garantir que sua empresa tenha visibilidade nas redes sociais é uma prática que traz bons resultados. Segundo a pesquisa Social Media Trends, que entrevistou mais de 1000 empresas diferentes para identificar padrões de atuação em redes sociais, os maiores benefícios das redes sociais são a divulgação da marca e o engajamento com a audiência.

A maioria dessas empresas não tem grandes equipes, com 1 a 3 pessoas responsáveis por gerenciar seus perfis nas redes sociais. As mais utilizadas são o Facebook (97,6% dos casos), o Instagram (63,3% dos casos), seguidos pelo Linkedin, Twitter e Youtube (usados, em média, em 45% dos casos).

Divulgue seu negócio no Google

Junto do investimento nas redes sociais, trabalhar com Marketing Digital tem sido a saída de muitas empresas que querem expandir, aumentar suas vendas e profissionalizar o Marketing.

As saídas mais frequentes são investir num bom site e divulgar seu negócio através dos programas do Google, como o Google Meu Negócio e o Google Adwords.

O Google Meu Negócio coloca sua empresa em destaque nas buscas do Google quando as pessoas procuram especificamente sobre sua empresa ou sobre algo na sua área de atuação.

divulgando no Google

Além disso, também informa o local da sua empresa, telefone, site, fotos e horários de atendimento. Através dessa ferramenta, o consumidor também pode avaliar as empresas de uma a cinco estrelas, e deixando seu comentário. Para começar no Google Meu Negócio é fácil, basta cadastrar-se através deste link.

Já o Google Adwords é a plataforma de anúncios pagos do Google. Com o Adwords, você investe em palavras-chave (termos que fazem sentido com o seu negócio), como “academia em Florianópolis”, ou “loja de produtos naturais”… Quando alguém realiza uma busca pelo termo que você escolheu comprar, o Google posiciona você no topo das pesquisas com anúncios que são exibidos para em forma de links patrocinados.

Google AdWords

O Google Adwords funciona no formato CPC (Custo Por Clique) ou CPM (Custo Por Mil visualizações). Você define um orçamento diário que quer gastar e o Google vai mostrando seus anúncios conforme as pesquisas vão fluindo. Cada clique ou cada mil visualizações nos seus anúncios gera uma taxa que vai sendo descontada do orçamento que você definiu. Você pode saber mais neste link.

Trabalhe o Inbound Marketing

O Inbound Marketing, assunto que está em alta, é uma forma de atrair olhos para a sua empresa educando o seu mercado e gerando leads (cadastro de pessoas e empresas interessadas em um determinado produto ou serviço). Você se porta como autoridade no assunto e ajuda seu cliente a encontrar as respostas que ele procura. Isso ajuda a convencer o consumidor a comprar de você espontaneamente.

O Inbound Marketing é um tema que demanda um pouco mais de conhecimento. Várias empresas falam sobre Inbound e trabalham com isso, ajudando outros negócios a amadurecerem no assunto, como a Resultados Digitais, parceira da Esag Jr. e autoridade em Marketing Digital no Brasil.

Não se esqueça do relacionamento e do “Marketing Boca-a-Boca”

O mais prático, principalmente quando se fala em Marketing para pequenas empresas, é investir no relacionamento com seus clientes.

Gerar clientes fiéis, os chamados “advogados” da marca, é a forma mais eficiente de aumentar a reputação da sua empresa. Vender para quem já é cliente é mais fácil e mais barato, porque já conhecem o seu negócio (e você não precisa gastar tanto para saberem que você existe).

Além de tudo, um cliente feliz recomenda seu produto para os conhecidos, amigos e familiares, e volta a comprar novamente. Quando alguém fala que você é bom em algo, a tendência é que confiem muito mais do que quando você se gaba ou fala de si.

Melhore a aparência da sua empresa e trabalhe com Marketing Sensorial

Pensar em Marketing Sensorial é pensar que, em qualquer experiência de compra, nos envolvemos com os 5 sentidos:

  • Visão: Acho que todos nós preferimos uma loja bem arrumada e com decoração única, ao invés das lojas sem graça e com espaços mal aproveitados, não?
  • Paladar: Quem não gosta de um cafezinho ou um tira gosto quando visitamos alguma empresa? Hoje, por exemplo, muitas barbearias e lojas masculinas trabalham com cervejas e charutos. Detalhes que costumam agregar bastante valor na experiência dos clientes.
  • Audição: Você não prefere uma loja com música ambiente, no volume adequado e com canções que fazem sentido com a proposta da marca?
  • Tato: Consumidores gostam de tocar nos produtos, testar, experimentar e, realmente, ficar a vontade. Isso faz com que eles se imaginem com posse do produto.
  • Olfato: Quem nunca passou por uma das lojas MMartan e sentiu aquela fragrância única de lavanda? Um estabelecimento bem arejado e com cheiro único é bem mais confortável.

Reavalie investimentos em propaganda e materiais gráficos

Há muito tempo a propaganda tem sido uma das formas mais tradicionais de divulgação. Comerciais de televisão, anúncios em jornal, outdoors, entre outras formas de expor a sua marca, são práticas bastante utilizadas.

Muitas empresas também optam por outros tipos de materiais gráficos de divulgação. São os chamados “itens de papelaria”, como os panfletos e flyers, folders, canetas, entre outros.

As maiores críticas em relação à propaganda é a baixa eficácia de algumas ações. Dependendo da ação, se não for criativa o bastante para impactar e influenciar o público, é difícil obter grandes resultados. Além de tudo, o custo para algumas ações é bastante alto, e fora do orçamento das pequenas empresas. Por isso, é importante avaliar bem as oportunidades antes de explorá-las.

Pense no retorno sobre o investimento (ROI)

Antes de investir em qualquer uma das ações citadas neste artigo ou em qualquer outro, é indispensável que você tenha certeza que o investimento trará retorno! O ROI (retorno sobre investimento), pode ser mais garantido a partir de alguns questionamentos práticos, como:

  • O meu público-alvo será alcançado através dessa iniciativa?
  • Tenho claros os objetivos e a mensagem que quero passar?
  • Os custos que terei estão dentro do meu orçamento?
  • Posso despender o tempo ou esforço que a iniciativa demanda?
  • A iniciativa está bem planejada?

Se todas as respostas foram positivas, você tem sinal verde para investir na iniciativa. Mas lembre-se de medir o desempenho de tudo. Assim você saberá o que está valendo a pena e se o ROI está sendo positivo.

Conclusão

Marketing é importante para qualquer organização. Está em tudo, e milhares de profissionais são formados todo ano, especializando-se em diversos assuntos neste segmento.

É mais prático do que parece, e serve para todos os portes. Não é preciso grande investimento ou uma equipe exclusiva para trabalhar com Marketing em pequenas empresas. Porém, você precisa se organizar para ter resultados satisfatórios e atingir os seus objetivos.

Em todos os casos, é importante ter planejamento. Uma boa estratégia de Marketing é completa, e não complexa, e certamente demanda um plano claro. Desenvolver um Plano de Marketing é importante e faz diferença na hora de executar as ações na sua empresa.

Saiba mais sobre Plano de Marketing aqui.

Este artigo foi desenvolvido em parceria entre os profissionais da ADM S.A. e Esag Jr. Florianópolis. Se tiver dúvidas, fale conosco!

Diagnóstico empresarial